Bio

Jacqueline Lafloufa

jornalista freelancer

Jornalista multipotencial

A forma mais fácil de explicar minha profissão é me intitular jornalista, mas fica muito por dizer ainda. Gosto de descobrir e estudar novos assuntos, apresentando narrativas inovadoras. Funciona bem no jornalismo? Sim. Mas também cabe em uma série de outros projetos e iniciativas, seja em startups ou multinacionais.

Bibliotecas que frequentei

Meu MTB é resultado da universidade da vida freelancer, conquistado depois de anos de atuação como editora no Blue Bus. Além da formação via experiência, sou bacharel em literatura e especialista em jornalismo científico pela UNICAMP, além de especialista em comunicação digital pela USP. Muito antes disso, aprendi a aprender sobre ciência e tecnologia durante os anos de colégio técnico na ETEP, que me prepararam para estar pronta a aprender por minha conta sempre que possível.

Matérias que assinei

Tenho orgulho de ter assinado matérias, artigos e colunas em publicações diversas, seja no digital ou no impresso. Minha especialidade são as editorias de tecnologia, inovação, tendências, comportamento digital e novos negócios.

Marcas com quem trabalhei

Além do jornalismo, já tive passagens por multinacionais como a Kantar, onde fui editora de conteúdo global por quase 3 anos, e no Facebook, atuando com estrategista de conteúdo para o Facebook IQ. Como consultora independente, também já atuei auxiliando grandes grupos de comunicação, startups e pequenas empresas.

Especialidades para além do jornalismo

Além de jornalismo, hoje eu também atuo com uma variedade de outros serviços, como a produção de conteúdo para marcas ou a partir da cobertura de eventos; aulas e palestras; mediação de debates; criação de narrativas profissionais (como ghostwriter); e também tradução do par inglês – português, focado em literatura ou produção jornalística. 

No meu tempo livre, cuido de dois projetos paralelos: a Interwebz, plataforma que concentra algumas das minhas traduções pro bono, e o Não Li, É Bom?, uma iniciativa que disponibiliza em vídeo (no YouTube) ou em áudio (em forma de podcast) resenhas rápidas e diretas sobre alguns dos livros que eu li, indicando (ou retirando a recomendação) de leitura. 

Narrativas profissionais

Como ghostwriter, crio narrativas para profissionais se posicionarem de forma estratégica, alcançando os públicos mais adequados.

Debates e palestras

Experiência com a moderação de debates, realização de entrevistas ao vivo e palestras. 

Produção de conteúdo

Para ser visto, é preciso ter algo interessante a dizer. Auxilio marcas a criarem conteúdo interessante e agradável de ler.

Tradução literária

Transferir uma passagem para outro idioma requer cuidado. Atuo no par inglês-português com textos literários e matérias jornalísticas.

Conheça também meus projetos paralelos

Nas horas vagas, costumo deixar a criatividade fluir em projetos experimentais como o Não Li, É Bom? e o site Interwebz, onde coleciono minhas traduções pro bono.

Não Li, É Bom?

Podcasts e vídeos rápidos indicando livros e dando a deixa de que perfis se conectam ou não com determinada proposta literária.

Interwebz

Site que reúne uma série de traduções pro bono de materiais que li no inglês e que gostaria de fazer serem acessiveis também para o público brasileiro.

Vamos conversar?